WEBTECA

Doenças

OÍDIO DA VIDEIRA, Uncinula necator Bern.

O fungo hiberna sob a forma de micélio nos gomos (fase assexuada), ou, em cleistotecas nas folhas e varas que ficam no solo ou no ritidoma das cepas (fase sexuada). As cleistotecas contêm no seu interior 4 a 8 ascósporos.
Em dias nublados, com manhãs de elevada humidade relativa (> 25%), seguidos de períodos de sol com temperaturas > 25ºC, as cleistotecas germinam e ocorre a libertação dos ascos com os ascósporos, que ao se depositarem sobre os orgãos verdes da videira, sob condições climáticas favoráveis, provocam as Contaminações primárias.
As folhas apresentam um micélio branco amarelado em ambas as páginas; revelando um aspecto crispado e dobradas em goteira. Os cachos cobrem-se de um micélio branco, podendo os bagos fendilhar ou suberizar. As varas na altura da poda, apresentam-se de cor branca com manchas castanhas, evidenciando a presença de cleistotecas
Os prejuízos mais graves verificam-se nos cachos, pois o ataque de oídio provoca paragem de crescimento da pele dos bagos, que acabam por fendilhar, deixando as graínhas a descoberto, constituindo uma “porta de entrada “ para a instalação da Botrytis sp..Consequentemente ocorrem perdas de quantidade e qualidade na colheita.