PRODUTOS
Outros Produtos SAPEC
Visualizar Ficha Técnica CLP
Ficha de Segurança CLP
Tabela de Compatibilidades

LMR
Consultório Online
Mais informação
PRODUTOS



DIQUATO SAPEC é um herbicida de absorção foliar, com ação de contacto e translocação limitada, no apoplasta. Inibe a fotossíntese ao nível do fotosistema I.

Tipo de Produto: Herbicidas
Formulação: Solução concentrada (SL) com 200 g/L ou 17% (p/p) de diquato (na forma de sal dibrometo)
Família Química: Bipiridilo
Número APV/AV: AV 0540

Embalagens:
. 500 mL
. 1 L
. 5 L
. 20 L

PERIGO

A consulta do site não dispensa a leitura atenta do rótulo

Época e condições de aplicação

problema dose/conc. observações
BATATEIRA
Dessecação da rama
5L/ha

Batata para semente
Aplicar logo que os tubérculos tenham atingido o desenvolvimento conveniente. Não aplicar quando o terreno estiver muito seco, especialmente quando as folhas apresentam sintomas de murchidão, pois pode danificar os tubérculos. Depois de um período de seca, só deve aplicar-se 3 dias após o solo estar bem húmido.
Volume de calda recomendado: 600-800 (L/ha)

BATATEIRA
Dessecação da rama
3-4L/ha

Batata para consumo
Aplicar logo que os tubérculos tenham atingido o desenvolvimento conveniente. Não aplicar quando o terreno estiver muito seco, especialmente quando as folhas apresentam sintomas de murchidão, pois pode danificar os tubérculos. Depois de um período de seca, só deve aplicar-se 3 dias após o solo estar bem húmido.
Volume de calda recomendado: 600-800 (L/ha)

OLIVEIRA
Infestantes
4L/ha

Aplicar em pós-emergência das infestantes, sem vento e de modo a não atingir as partes verdes das culturas (caules, ramos, gomos, folhas ou frutos). O tronco e a casca lenhificados não são afetados.
Volume de calda recomendado: 300-400 (L/ha)

VIDEIRA
Infestantes
4L/ha

Aplicar em pós-emergência das infestantes, sem vento e de modo a não atingir as partes verdes das culturas (caules, ramos, gomos, folhas ou frutos). O tronco e a casca lenhificados não são afetados.
Volume de calda recomendado: 300-400 (L/ha)


Infestantes Susceptíveis

Balanco-bravo (Avena sterilis), cevada-de-rato (Hordeum murinum), erva-febra (Lolium spp.), luzernas (Medicago spp.), raspa-saias (Picris echioides), cabelo-de-cão (Poa annua), labaças (Rumex spp.), mostarda-dos-campos (Sinapis arvensis), serralha-macia (Sonchus oleraceus), serralhas (Sonchus spp.).

INFESTANTES MODERADAMENTE SUSCETÍVEIS
Bromos (Bromus spp.), margaças (Chamaemelum spp.), margaça-de-inverno (Chamaemelum fuscatum), maria-fia (Erodium malacoides), trevos (Trifolium spp.).

Modo de Aplicação

Calibrar adequadamente o pulverizador, calculando o volume de calda a utilizar por hectare, de modo a assegurar a distribuição uniforme da calda. A quantidade de produto e o volume de calda devem ser calculados em função da área a aplicar. Para diminuir o risco de arrastamento evitar pressões superiores a 2 kg/cm2 e o uso de atomizadores.

Modo de Preparação

No recipiente onde se prepara a calda deitar metade da água necessária. Agitar bem a embalagem até o produto ficar homogéneo. Numa vasilha juntar a quantidade de produto a utilizar com um pouco de água e agitar bem até obter uma mistura homogénea. Deitar esta mistura no recipiente e completar o volume de água, agitando sempre.

Intervalo de Segurança

4 dias em batateira; em oliveira, não aplicar com azeitona caída.

Precauções Biológicas

A aplicação repetida do mesmo herbicida nas mesmas áreas durante vários anos pode conduzir à ocorrência de resistência em espécies anteriormente suscetíveis. Para evitar o desenvolvimento de resistência, recomenda-se proceder, sempre que possível, à utilização de herbicidas com modo de ação diferente do diquato.
Este produto provoca graves estragos, se atingir culturas vizinhas das áreas a tratar, pelo que não deve ser aplicado quando haja vento. Não afeta os troncos e caules lenhificados.

Precauções toxicológicas, ecotoxicológicas e ambientais

H302 - Nocivo por ingestão.
H331 - Tóxico por inalação.
H335 - Pode provocar irritação das vias respiratórias.
H372 - Afeta os orgãos após exposição prolongada ou repetida por ingestão.
H410 - Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
P260 - Não respirar a nuvem de pulverização.
P270 - Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
P280 - Usar luvas de proteção, vestuário de proteção, proteção ocular, proteção facial, botas e equipamento respiratório de proteção durante a preparação e aplicação do produto.
P304+P340 - EM CASO DE INALAÇÃO: retirar a vítima para uma zona ao ar livre e mantê-la em repouso numa posição que não dificulte a respiração.
P311 - Contacte o CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS ou um médico.
P501 - Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de residuos perigosos.
EUH208 - Contém diquato. Pode provocar uma reação alérgica.
EUH210 - Ficha de segurança fornecida a pedido.
SP1 - Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
SPe3 - Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma zona não pulverizada de 5 metros em relação às águas de superfície.
SPoPT1 - Após o tratamento lavar cuidadosamente o material de proteção e os objetos contaminados, tendo o cuidado especial em lavar as luvas por dentro.
SPPT1 - A embalagem vazia deverá ser lavada três vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de receção autorizado Valorfito; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.

Em caso de intoxicação contacte o Centro de Informação Antivenenos (CIAV), telefone nº 800 250 250

Nota

Os resultados da aplicação deste produto são suscetíveis de variar pela ação de fatores que estão fora do nosso domínio, pelo que apenas nos responsabilizamos pelas características previstas na Lei.