PRODUTOS
Outros Produtos SAPEC
Visualizar Ficha Técnica CLP
Ficha de Segurança CLP
Tabela de Compatibilidades

LMR
Consultório Online
Mais informação
PRODUTOS



DELSTAR® é um inseticida piretróide com ação de contacto e ingestão. Atua no sistema nervoso, como modulador dos canais de sódio.

Tipo de Produto: Insecticidas e Acaricidas
Formulação: Concentrado para emulsão (EC) com 25 g/L ou 2,8% (p/p) de deltametrina
Família Química: Piretróide
Número APV/AV: AV 0405

Embalagens:
. 30 mL
. 500 mL
. 1 L
. 5 L

PERIGO

A consulta do site não dispensa a leitura atenta do rótulo

Época e condições de aplicação

problema dose/conc. observações
ALFACE
Nóctuas
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

(ar livre):Tratar após instalação da cultura pulverizando a planta junto ao solo e o solo que fica junto a planta.

AMEIXEIRA
Afídeos
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga, tendo em atenção molhar muito bem todas as partes verdes das árvores. Repetir em caso de necessidade. Se existirem infestações com enrolamento das folhas recorrer a um inseticida sistémico. Não realizar mais de 3 aplicações, por ano cultural.

AVELEIRA
Afídeos
50mL/hL (500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade, tendo em atenção um intervalo entre aplicações de 14 dias.

BATATEIRA
Escaravelho
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade, não excedendo 3 aplicações.

CEREAIS  DE INVERNO
Afídeos
300mL/ha

Aplicar ao aparecimento da praga.

CEREAIS  DE INVERNO
Lagarta sete coiros
300mL/ha

Aplicar ao aparecimento da praga.

CEREJEIRA
Afídeos
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga, tendo em atenção molhar muito bem todas as partes verdes das árvores. Repetir em caso de necessidade. Se existirem infestações com enrolamento das folhas recorrer a um inseticida sistémico. Não realizar mais de 3 aplicações, por ano cultural.

CEREJEIRA
Mosca da cereja
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Tratar após o aparecimento da praga repetindo se necessário não excedendo as 3 aplicações. Seguir as indicações do Serviço de Avisos, caso exista na região.

COUVE
Lagartas
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

(ar livre): Couve nabiça e nabo greleiro, Couves de cabeça (repolho, lombardo e roxa) e Couves de Inflorescência  (brócolo e couve-flor)
Aplicar ao aparecimento da praga e repetir o tratamento em caso de necessidade.

COUVE
Nóctuas
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

(ar livre): Couve nabiça e nabo greleiro, Couves de cabeça (repolho, lombardo e roxa) e Couves de Inflorescência  (brócolo e couve-flor)
Aplicar ao aparecimento da praga e repetir o tratamento em caso de necessidade.

DAMASQUEIRO
Afídeos
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga, tendo em atenção molhar muito bem todas as partes verdes das árvores. Repetir em caso de necessidade. Se existirem infestações com enrolamento das folhas recorrer a um inseticida sistémico. Não realizar mais de 3 aplicações, por ano cultural.

MACIEIRA
Afídeos
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga, tendo em atenção molhar muito bem todas as partes verdes das árvores. Repetir em caso de necessidade. Se existirem infestações com enrolamento das folhas recorrer a um inseticida sistémico. Não realizar mais de 3 aplicações, por ano cultural.

MACIEIRA
Bichado da fruta (Cydia pomonella)
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Iniciar os tratamentos de acordo com o Serviço de Avisos. Na sua falta aplicar a partir de meados de Maio, com intervalos de 15 dias. Não realizar mais de 3 aplicações por ano cultural.

MILHO
Nóctuas
300mL/ha

Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade, tendo em atenção um intervalo entre aplicações de 14 dias.

MILHO
Piral
500mL/ha

Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade, tendo em atenção um intervalo entre aplicações de 14 dias.

OLIVEIRA
Mosca da azeitona
40-60mL/hL (400-600 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade, tendo em atenção um intervalo entre aplicações de 14 dias. Não realizar mais de 3 aplicações, por ano cultural.
Sempre que haja Serviço de Avisos seguir as suas indicações.

OLIVEIRA
Traça da oliveira
40-60mL/hL (400-600 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade, tendo em atenção um intervalo entre aplicações de 14 dias. Não realizar mais de 3 aplicações, por ano cultural.
Sempre que haja Serviço de Avisos seguir as suas indicações.

ORNAMENTAIS
Afídeos
50mL/hL (500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade, tendo em atenção um intervalo entre aplicações de 14 dias.

PEREIRA
Afídeos
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga, tendo em atenção molhar muito bem todas as partes verdes das árvores. Repetir em caso de necessidade. Se existirem infestações com enrolamento das folhas recorrer a um inseticida sistémico. Não realizar mais de 3 aplicações, por ano cultural.

PEREIRA
Bichado da fruta (Cydia pomonella)
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Iniciar os tratamentos de acordo com o Serviço de Avisos. Na sua falta aplicar a partir de meados de Maio, com intervalos de 15 dias. Não realizar mais de 3 aplicações por ano cultural.

PEREIRA
Psila (Cacopsylla pyri)
75mL/hL (750 mL/ha)

Tratar ao aparecimento da praga molhando todos os órgãos da planta. Repetir o tratamento se necessário.

PESSEGUEIRO
Afídeos
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Aplicar ao aparecimento da praga, tendo em atenção molhar muito bem todas as partes verdes das árvores. Repetir em caso de necessidade. Se existirem infestações com enrolamento das folhas recorrer a um inseticida sistémico. Não realizar mais de 3 aplicações, por ano cultural.

TOMATEIRO
Lagarta do tomate (Helicoverpa armigera)
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

(ar livre): Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade com intervalos de 3 semanas, não excedendo 3 aplicações.

TOMATEIRO
Mosca branca das estufas
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

(ar livre): Aplicar ao aparecimento da praga. Repetir em caso de necessidade com intervalos de 3 semanas, não excedendo 3 aplicações.

VIDEIRA
Áltica
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

Tratar ao aparecimento da praga repetindo o tratamento se for necessário.

VIDEIRA
Cicadela ou cigarrinha verde
30-50mL/hL (300-500 mL/ha)

A aplicação deve ser feita quando se encontrarem 100 larvas em 100 folhas e a partir de Julho quando houver 50 larvas em 100 folhas.

VIDEIRA
Traça
40-60mL/hL (400-600 mL/ha)

Efetuar os tratamentos de acordo com os Serviços de Avisos. Na sua ausência, fazer o primeiro tratamento antes da floração (1ª geração) e o segundo antes do estado bago de ervilha (2ª geração). 


Modo de Aplicação

Calibrar corretamente o equipamento, assegurando a uniformidade na distribuição de calda no alvo biológico pretendido. Calcular o volume de calda gasto por ha em função do débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho (distância entrelinhas). Nas fases iniciais de desenvolvimento das culturas aplicar a calda com a concentração indicada. Em pleno desenvolvimento vegetativo, adicionar a quantidade de produto proporcionalmente ao volume de água distribuído por ha, pelo pulverizador, de forma a respeitar a dose.

Modo de Preparação

No recipiente onde se prepara a calda deitar metade da água necessária. Juntar a quantidade de produto a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.

Produtos Incompatíveis

DELSTAR® não deve ser misturado com produtos alcalinos. 

Intervalo de Segurança

3 dias em alface (ar livre) e tomateiro (ar livre); 7 dias em ameixeira, batateira, cerejeira, couve nabiça e nabo greleiro (ar livre), couves de inflorescência (brócolos e couve flor) (ar livre), couves de cabeça (repolho) (ar livre), damasqueiro, macieira, pereira, pessegueiro, oliveira, videira; 30 dias em aveia, aveleira, centeio, cevada, milho, trigo e triticale

Precauções Biológicas

Dado o risco intrínseco do aparecimento de resistência a qualquer inseticida, recomenda-se o uso segundo um programa anti-resistência que compreenda a utilização de outros inseticidas com diferentes modos de ação.

Precauções toxicológicas, ecotoxicológicas e ambientais

H226 - Líquido e vapor inflamáveis.
H304 - Pode ser mortal por ingestão e penetração nas vias respiratórias.
H318 - Provoca lesões oculares graves.
H335 - Pode provocar irritação das vias respiratórias.
H410 - Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
P210 - Manter afastado do calor, superfícies quentes, faíscas, chamas abertas e outras fontes de ignição. Não fumar.
P261 - Evitar respirar a nuvem de pulverização.
P270 - Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
P280 - Usar luvas de proteção, vestuário de proteção, proteção ocular e proteção facial durante a preparação e aplicação do produto.
P301+P310+P331 - EM CASO DE INGESTÃO: contacte imediatamente o CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS ou um médico. Não provocar o vómito.
P305+P351+P338+P310 - SE ENTRAR EM CONTACTO COM OS OLHOS: enxaguar cuidadosamente com água durante vários minutos. Se usar lentes de contacto, retire-as, se tal lhe for possível. Continuar a enxaguar. Contacte imediatamente um CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS ou um médico.
P501 - Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.
EUH066 - Pode provocar pele seca ou gretada, por exposição repetida.
EUH210 - Ficha de segurança fornecida a pedido.
SP1 - Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
SPe3 - Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma zona não pulverizada de 5 metros em cereais, milho e hortícolas; de 15 metros em vinha; de 30 metros em relação às águas de superfície em macieira, pereira, pessegueiro, oliveira e cerejeira.
SPe3 - Para proteção dos artrópodes não visados, respeitar uma zona não pulverizada de 10 metros em relação às zonas circunvizinhas.
SPe8 - Perigoso para as abelhas. Para proteção das abelhas e de outros insetos polinizadores, não aplicar este produto durante a floração das culturas.
SPoPT1 - Após o tratamento lavar cuidadosamente o material de proteção e os objetos contaminados, tendo o cuidado especial em lavar as luvas por dentro.
SPPT1 - A embalagem vazia deverá ser lavada três vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de receção autorizado Valorfito; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.

Em caso de intoxicação contacte o Centro de Informação Antivenenos (CIAV), telefone nº 800 250 250

Marca Registada

ASCENZA AGRO, S.A.

Nota

Os resultados da aplicação deste produto são suscetíveis de variar pela ação de fatores que estão fora do nosso domínio, pelo que apenas nos responsabilizamos pelas características previstas na Lei.