PRODUTOS
Outros Produtos SAPEC
Visualizar Ficha Técnica CLP
Ficha de Segurança CLP
Tabela de Compatibilidades

LMR
Consultório Online
Mais informação
PRODUTOS



CAPOTE® FLOW é um herbicida residual sistémico (absorvido essencialmente pelas raízes e também pelas folhas) e de contacto.

Tipo de Produto: Herbicidas
Formulação: Suspensão concentrada com 450 g/L ou 37,6% (p/p) de linurão
Família Química: Ureia
Número APV/AV: AV 0131

Embalagens:
. 1 L
. 5 L

PERIGO

A consulta do site não dispensa a leitura atenta do rótulo

Época e condições de aplicação

problema dose/conc. observações
ARBUSTOS ORNAMENTAIS
Infestantes
1.7-2.2L/ha

Aplicar a partir do 2º ano após a plantação no Inverno e início da Primavera, de modo a não atingir as partes verdes das plantas.

BATATEIRA
Infestantes
1.1-2.2L/ha

Em pré-emergência da cultura.

CEBOLA
Infestantes
1.1-1.7L/ha

Cebola Transplantada
Aplicar cerca de 15 dias após a transplantação. As plantas devem estar sãs e bem pegadas.

CENOURA
Infestantes
1.1-2.2L/ha

1.1-2.2 L/ha - Em pré-emergência da cultura. Em solos ligeiros e francos a aplicação deve ser feita até 4 dias após a sementeira.
1.1-1.7 L/ha - Em pós-emergência. Aplicar quando as cenouras tiverem cerca de 8 cm de altura. Não aplicar com tempo muito quente.

ERVILHEIRA
Infestantes
1.1-1.7L/ha

(excepto ervilheira para produção de ervilha de casca)
Em pós-sementeira antes da emergência da cultura. Aplicar em culturas semeadas (a cerca de 5 cm de profundidade) e antes da sua emergência.

FAVEIRA
Infestantes
1.1-1.7L/ha

Em pós-sementeira antes da emergência da cultura.

GLADÍOLOS
Infestantes
1.7-2.2L/ha

Aplicar em pré-emergência, logo após a plantação dos bolbos.

JACINTOS
Infestantes
1.7-2.2L/ha

Aplicar em pré-emergência, logo após a plantação dos bolbos.

MILHO
Infestantes
1.5-2.2L/ha

1.5-2.2 L/ha - Em pós-sementeira antes da emergência da cultura. A sementeira deve ser efetuada a 5 cm de profundidade.
1.7-2.2 L/ha - Em pós-emergência da cultura. O milho deve ter 30-40 cm de altura, sendo a aplicação feita nas entrelinhas. Não pulverizar as folhas do milho.

SORGO
Infestantes
1.1-2.2L/ha

Aplicar até um dia depois da sementeira.

TÚLIPAS
Infestantes
1.7-2.2L/ha

Aplicar em pré-emergência, logo após a plantação dos bolbos.

VIDEIRA
Infestantes
1.7-2.2L/ha

A aplicação deve ser dirigida de maneira a não atingir as partes verdes da videira e, se possível, depois de uma gradagem. Não aplicar em vinhas com menos de 2 anos.


Infestantes Susceptíveis

Milhã-digitada (Digitaria sanguinalis), milhãs (Setaria spp.), só suscetíveis em aplicações de pré-emergência.
Beldroega (Portulaca oleracea), bolsa-do-pastor (Capsella rubella), bredos (Amaranthus spp.), cabelo-de-cão (Poa annua), catassol (chenopodium album), erva-febra (Lolium rigidum), erva-pessegueira (Polygonum persicaria), margaça (Chamaemelum mixtum), margaça-das-boticas (Chamomilla recutita), morrião (Anagallis arvensis), mostarda-dos-campos (Sinapis arvensis), pampilho-das-searas (Chrysanthemum segetum), papoila-das-searas (Papaver rhoeas), saramago (Raphanus raphanistrum), sempre-noiva (Polygonum aviculare) e serralha-macia (Sonchus oleraceus).

INFESTANTES MODERADAMENTE SUSCETÍVEIS
Erva-moira (Solanum nigrum) e figueira-do-inferno (Datura stramonium).

Infestantes Resistentes

Balanco-maior (Avena sterilis), corriola (Convolvulus arvensis), erva-moleirinha (Fumaria officinalis), grama (Cynodon dactylon), graminhão (Paspalum paspalodes), junça (Cyperus rotundus), juncinha (Cyperus esculentus) e patalôco (Ranunculus arvensis).

Modo de Aplicação

Calibrar adequadamente o pulverizador, calculando o volume de calda a utilizar por hectare, de modo a assegurar a distribuição uniforme da calda. A quantidade de produto e o volume de calda devem ser calculados em função da área a aplicar. Para diminuir o risco de arrastamento, evitar pressões superiores a 2Kg/cm2 e o uso de atomizadores. Após a aplicação do herbicida, lavar o material com água e detergente.

Modo de Preparação

No recipiente onde se prepara a calda deitar metade da água necessária. Agitar bem a embalagem até o produto ficar homogéneo. Numa vasilha, juntar a quantidade de produto a utilizar com um pouco de água e agitar bem até obter uma mistura homogénea. Deitar esta mistura no recipiente e completar o volume de água, agitando sempre.

Precauções Biológicas

. Para evitar o desenvolvimento de resistências, não aplicar este produto ou qualquer outro que contenha substâncias ativas das famílias químicas das triazinas, triazinona, hidroxibenzonitrilo, ureia, uracilo, bis-carbamato e benzotiadiazinona durante mais de três anos seguidos. Recomenda-se proceder à rotação de culturas sempre que possível e a alternância com outros herbicidas de diferente modo de ação.
. Não aplicar em solos arenosos nem em solos calcáreos.
. O solo deve estar húmido na altura da aplicação.
. Não cultivar espécies diferentes das indicadas no rótulo, antes de decorridos 6 meses após o tratamento.
. Não atingir culturas e terrenos vizinhos da área a tratar.
. São particularmente suscetíveis as seguintes culturas: alface, chicória, melão.

Precauções toxicológicas, ecotoxicológicas e ambientais

H351 - Suspeito de provocar cancro.
H360df - Pode afetar o nascituro. Suspeito de afetar a fertilidade.
H373 - Pode afetar os orgãos após exposição prolongada ou repetida.
H410 - Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
P101 - Se for necessário consultar um médico, mostre-lhe a embalagem ou o rótulo.
P201 - Pedir instruções específicas antes da utilização.
P260 - Não respirar a nuvem de pulverização.
P270 - Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
P281 - Usar o equipamento de proteção individual exigido.
P308+P313 - EM CASO DE exposição ou suspeita de exposição: consulte um médico. Contacte o CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS.
P405 - Armazenar em local fechado à chave.
P501 - Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.
EUH210 - Ficha de segurança fornecida a pedido de utilizadores profissionais.
SP1 - Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
SPe3a - Para proteção dos organismos aquáticos, não aplicar em terrenos agrícolas adjacentes a águas de superfície.
SPoPT1 - Após o tratamento lavar cuidadosamente o material de proteção e os objetos contaminados, tendo o cuidado especial em lavar as luvas por dentro.
SPPT1 - A embalagem vazia deverá ser lavada três vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de receção autorizado; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.

Em caso de intoxicação contacte o Centro de Informação Antivenenos (CIAV), telefone nº 800 250 250

Marca Registada

ASCENZA AGRO, S.A.

Nota

Os resultados da aplicação deste produto são suscetíveis de variar pela ação de fatores que estão fora do nosso domínio, pelo que apenas nos responsabilizamos pelas características previstas na Lei.