PRODUTOS
Outros Produtos SAPEC
Visualizar Ficha Técnica CLP
Ficha de Segurança CLP
Tabela de Compatibilidades

LMR
Consultório Online
Mais informação
PRODUTOS



BATUTA® é um herbicida selectivo que contém diflufenicão pertencente ao grupo químico das piridinocarboxamidas com ação de contacto e residual, absorvido por folhas e raízes das infestantes e atuando através da inibição da síntese de carotenóides. Está indicado para o controlo de infestantes dicotiledóneas anuais em pré e pós-emergência precoce.

Tipo de Produto: Herbicidas
Formulação: Suspensão concentrada (SC) com 500 g/L ou 42% (p/p) de diflufenicão
Família Química: Nicotinanilidas
Número APV/AV: AV 0623

Embalagens:
. 1 L
. 5 L

ATENÇÃO

A consulta do site não dispensa a leitura atenta do rótulo

Época e condições de aplicação

problema dose/conc. observações
AMEIXEIRA
Infestantes
0.5-0.56L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

AMENDOEIRA
Infestantes
0.5-0.56L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

CENTEIO
Infestantes
0.33L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré e pós-emergência (precoce) das infestantes e das culturas. Em aplicações de pré-emergência, o solo deve estar bem preparado, liso, sem torrões e a semente bem enterrada. Em aplicações de pós-emergência (até ao fim do afilhamento das culturas), as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas.
Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

CEREJEIRA
Infestantes
0.5-0.56L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

CEVADA
Infestantes
0.33L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré e pós-emergência (precoce) das infestantes e das culturas. Em aplicações de pré-emergência, o solo deve estar bem preparado, liso, sem torrões e a semente bem enterrada. Em aplicações de pós-emergência (até ao fim do afilhamento das culturas), as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas.
Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

CITRINOS
Infestantes
0.5-0.6L/ha

(Laranjeira, limoeiro, lima, toranjeira, pomelo e tangerineira)
A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

DAMASQUEIRO
Infestantes
0.5-0.56L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

GINJEIRA
Infestantes
0.5-0.56L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

MACIEIRA
Infestantes
0.5-0.6L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

OLIVEIRA
Infestantes
0.3-0.56L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

PEREIRA
Infestantes
0.5-0.6L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

PESSEGUEIRO
Infestantes
0.5-0.56L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência (precoce) das infestantes. Em aplicações de pós-emergência as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

TRIGO
Infestantes
0.33L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré e pós-emergência (precoce) das infestantes e das culturas. Em aplicações de pré-emergência, o solo deve estar bem preparado, liso, sem torrões e a semente bem enterrada. Em aplicações de pós-emergência (até ao fim do afilhamento das culturas), as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas.
Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

TRITICALE
Infestantes
0.33L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré e pós-emergência (precoce) das infestantes e das culturas. Em aplicações de pré-emergência, o solo deve estar bem preparado, liso, sem torrões e a semente bem enterrada. Em aplicações de pós-emergência (até ao fim do afilhamento das culturas), as infestantes dicotiledóneas não devem ter mais de 2-4 folhas.
Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.

VIDEIRA
Infestantes
0.5-0.6L/ha

A aplicação deve ser realizada em pré ou pós-emergência precoce das infestantes dicotiledóneas (até ao estado 2-4 folhas), durante o período de repouso vegetativo até cerca de 1 mês antes do abrolhamento da cultura. Realizar apenas uma aplicação por ciclo da cultura.


Infestantes Susceptíveis

Catassol (Chenopodium album), morrião (Anagallis arvensis), moncos-de-perú (Amaranthus retroflexus), nariz-de-zorra (Silene gallica), papoila-das-searas (Papaver rhoeas), pampilho-das-searas (Chysanthemum segetum), (Rumex spp.),  saramago (Raphanus raphanistrum), sempre-noiva (Polygonum aviculare), e (Veronica spp.).
 
INFESTANTES MODERADAMENTE SUSCEPTÍVEIS
Amor-de-hortelão (Galium aparine); bolsa-de-pastor (Capsella bursa-pastoris); erva-aranha (Spergula arvensis); erva-moleirinha (Fumaria officinalis),  junco-dos-sapos (Juncus bufonius); margação (Anthemis arvensis) e mostarda-dos-campos (Sinapis arevensis).

Infestantes Resistentes

(Vicia spp). 

Modo de Aplicação

Calibrar corretamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por ha, de acordo com o débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição de calda. A quantidade de produto e o volume de calda devem ser adequados à área de aplicação respeitando as doses indicadas. Para diminuir o risco de arrastamento evitar pressões superiores a 2 kg/cm2 e/ou usar bicos anti-arrastamento.
Volume de calda a utilizar 300-600 L/ha para Trigo, Cevada, Centeio e Triticale.
Volume de calda a utilizar 200-600 L/ha para Videira, Ameixeira, Amendoeira, Cerejeira, Damasqueiro, Ginjeira, Pessegueiro, Macieira, Pereira, Citrinos e Oliveira.

Modo de Preparação

Na preparação da calda deitar metade da água necessária. Agitar bem até o produto ficar homogéneo. Juntar a quantidade de produto até obter uma mistura homogénea e completar o  volume de água, agitando sempre. Evitar deixar a calda em repouso.

Intervalo de Segurança

28 dias em citrinos (laranjeira, limoeiro, lima, toranjeira, pomelo e tangerineira), oliveira, pomóideas e prunóideas.

Precauções Biológicas

Durante a aplicação não atingir terrenos nem culturas vizinhas.
Para evitar o desenvolvimento de resistências, não aplicar este produto mais do que três anos consecutivos.

Precauções toxicológicas, ecotoxicológicas e ambientais

H410 - Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
P101 - Se for necessário consultar um médico, mostre-lhe a embalagem ou o rótulo.
P270 - Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
P280 - Usar luvas e vestuário de proteção durante a preparação e aplicação do produto.
P501 - Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.
EUH210 - Ficha de segurança fornecida a pedido.
SP1 - Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
SPe3 - Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma zona não pulverizada em relação às águas de superfície de 10 metros em cereais e 20 metros em videira, pomares de pomóideas e prunóideas, citrinos e oliveira. Se a zona não pulverizada apresentar coberto vegetal, reduzir a área não pulverizada para 10 metros.
SPoPT1 - Após o tratamento lavar cuidadosamente o material de proteção e os objetos contaminados, tendo o cuidado especial em lavar as luvas por dentro.
SPPT3 - A embalagem vazia deverá ser lavada três vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de receção autorizado Valorfito; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.

Em caso de intoxicação contacte o Centro de Informação Antivenenos (CIAV), telefone nº 800 250 250

Marca Registada

ASCENZA AGRO, S.A.

Nota

Os resultados da aplicação deste produto são suscetíveis de variar pela ação de fatores que estão fora do nosso domínio, pelo que apenas nos responsabilizamos pelas características previstas na Lei.