INFORMAÇÃO

Organismos Auxiliares

COCCINELÍDEOS
As joaninhas são predadores vorazes de afideos, contribuindo para o controlo natural de diferentes espécies e em diversas culturas, como fruteiras, leguminosas, milho, trigo, etc.

Morfologia

A joaninha de sete pintas, Coccinella septempunctata, tem corpo oval, com 7 a 8 mm de comprimento e duas manchas brancas, uma de cada lado da cabeça. Os ovos, de forma oval, são cor de laranja e medem aproximadamente 1 mm de longitude. As larvas são negras e têm forma de lagarto. Possuem 3 pares de patas muito proeminentes que medem 7 a 8 mm.

Bioecologia

Os adultos, alados, disseminam-se rapidamente na cultura, em busca de presas e realizando posturas. Passam o Inverno em locais abrigados do frio e de predadores, próximo das culturas em que se alimentam e reproduzem. Na Primavera, iniciam a sua actividade de predadores de afideos, mesmo antes de efectuarem posturas. As fêmeas podem pôr 20 a 50 ovos por dia, o que corresponde a 200 a mais de 1000 ovos, num período de 1 a 3 meses.
Os ovos são colocados próximo das presas, usualmente em pequenos grupos, em folhas e ramos. Dois a cinco dias depois, ocorre a eclosão e emergem as larvas, que iniciam desde logo a sua actividade de predadores. As larvas crescem de 1 a 4,7 mm, num período de 10 a 30 dias, dependendo do consumo de afideos. As larvas maiores podem deslocar-se até 12 m por dia em busca da presa. Ao atingirem o 4º estado larvar, a larva pára de comer e vai pupar durante 3 a 12 dias.
Apresenta 1 a 2 gerações por ano, em que o período de reprodução não ultrapassa o mês de Julho. Em Setembro/Outubro os adultos procuram um local para hibernar.