INFORMAÇÃO

Pragas

TRAÇA DA UVA, Lobesia Botrana Den & Schiff
A traça da uva é um lepidóptero com 3 gerações anuais. Hiberna sob a forma de crisálida dentro de um casulo sedoso, no ritidoma das cepas ou no solo. Na Primavera, surgem os adultos – 1º vôo da traça. A sua actividade é essencialmente crepuscular, efectuando o vôo apenas com temperaturas acima dos 14ºC. As fêmeas realizam as posturas nas inflorescências, iniciando-se a primeira geração. Seis a nove dias depois surgem as lagartas, que roem os botões florais e tecem fios sedosos, para formar os ninhos ou teias.
A segunda geração inicia-se com as posturas no bago de ervilha, em que as lagartas perfuram alguns bagos. O inicio da terceira geração ocorre com as posturas sobre o bago no início da maturação.
Os danos provocados pela primeira geração são pouco significativos, enquanto as segunda e terceira gerações já provocam prejuízos directos nos bagos e indirectos ao criar portas de entrada para a instalação de Botrytis cinerea nas lesões dos bagos.