« voltar para:

ALERTA
Alertas de outras culturas
Informações Adicionais
Consultório Online
Mais informação
ALERTAS

TOMATEIRO

Recomendações SAPEC para TOMATEIRO

A consulta do site não dispensa a leitura atenta do rótulo

Em viveiro, para prevenir o aparecimento de doenças (míldio, alternariose e antracnose), aplicar Folpec 50 (250 g/hL) ou Torero (300 g/hL), caso as condições existentes sejam favoráveis ao seu desenvolvimento. Pode ainda optar-se pela utilização do Kados (200-600 g/hL) que, para além de prevenir o aparecimento do míldio, previne também o aparecimento de bacterioses.

Sementeira/Viveiro

Para o controlo dos insectos do solo recomenda-se a aplicação de Ciclone 5 G (10 kg/ha se o tratamento for localizado ou de 100 Kg/ha se o tratamento for generalizado).
Para controlo dos nemátodos aplique Vydate 10G antes ou durante a plantação (45-55 kg/ha se a aplicação for generalizada ao solo ou 30 kg/ha se o tratamento for localizado na linha).
Recomenda-se a aplicação de Podium (4-6 L/ha) antes da plantação para controlo de infestantes.

Pré-transplantação

De forma a estimular o desenvolvimento radicular do tomateiro, minimizando a crise de transplantação, proceder a 2-3 aplicações de Ruter AA (7-10 L/ha).
Para melhorar as caractrísticas do solo e aumentar a absorção dos nutrientes presentes no solo aplicar Humistar (30-50 L/ha repartidos em 2-3 aplicações).

Transplantação

Para o controlo das infestantes recomenda-se, nesta fase, a mistura do Titus (50-60 g/ha) com o molhante Trend 90 (50 mL/hL).
Durante o desenvolvimento vegetativo do tomate e para controlo de infestantes gramíneas anuais e vivazes, aconselha-se a aplicação de (2 L/ha) de Campus Top (aplicar até à floração). As infestantes deverão estar em crescimento activo (entre as 3-4 folhas e o afilhamento).
Para prevenir o aparecimento de doenças (míldio, alternariose, antracnose) aplicar Folpec 50 (2,5 Kg/ha). Consoante as condições climáticas aplicar, em alternativa, Torero (3 Kg/ha) para o controlo do míldio.
Para o caso de aparecimento de nemátodos causadores de galhas (Meloidogyne spp.) aplicar Vydate 10 L (10-20 L/ha) imediatamente após a crise de transplantação e até 3 aplicações de 10L/ha com intervalos de 14 dias, até 42 dias após o transplante). Aplicar o produto no sistema de rega gota-a-gota em circuito fechado. Não exceder a dose de 5,5 kg de oxamil/ha com este ou outro produto formulado à base de oxamil.
Para ultrapassar uma enventual fitotoxicidade provocada pela aplicação de herbicidas, aplicar Delfan (2-3 L/ha).

Após crise transplantação

Aplicação Torero (3 kg/ha) ou Vitipec WG Advance (1,5 kg/ha), para o controlo do míldio, consoante as condições climatéricas. Podemos ainda fazer a mistura com Stulln WG Advance (200-400 g/hL), para prevenir o aparecimento de oídio. Em alternativa, pode-se aplicar o enxofre em pó Bago de Ouro (10-50 Kg/ha) com carácter preventivo e curativo, no controlo do oídio e que possui uma forte acção acaricida.
No caso de existência de condições favoráveis ao aparecimento de míldio e bacterioses em simultâneo, recomenda-se a aplicação de Kados (2-6 kg/ha) ou Vitipec C WG Advance (3 kg/ha).
O fungicida Magic é indicado para controlo da podridão cinzenta (1,5 kg/ha), iniciando os tratamentos quando surgirem condições favoráveis à doença, a partir da floração.
No caso do aparecimento de afídeos aplicar Corsário (0,5 L/ha). Caso exista, simultaneamente, ataque de afídeos e lagartas, aplicar Judo Combi (1 L/ha).
Para o controlo de lagartas e mosca branca aplicar, Judo (150-250 mL/ha), Delstar (0,5 L/ha) ou Lannate L (1,25 L/ha).
Caso seja necessário controlar lagartas e Tuta absoluta, recomenda-se Lannate L (1,25 L/ha) ou Steward (125 g/ha).
As larvas mineiras podem ser controladas recorrendo ao insecticida Boreal (0,6 L/ha) ou Lannate L (1,25 L/ha).
Repetir os tratamentos sempre que necessário.
Nos casos em que apareçam lesmas e/ou caracóis aplicar Limatex (20 grânulos por 1.5 m de linha).
Durante a fase de floração, realizar duas aplicações de Fitoalgas (2-2,5 L/ha) para maximizar o número de frutos vingados.
Após o vingamento, segue-se uma fase de intenso crescimento dos frutos. Para que esse crescimento seja sustentado, é necessário proporcionar consistência à polpa, minimizando os riscos de podridão apical, pelo que se recomendam 2-3 aplicações de Fitocálcio (5 L/ha) e Boramin Ca (3-4 L/ha) ou Maxflow Ca (1 L/ha).

Vingamento dos frutos

Aplicação de Torero (3 Kg/ha) ou Vitipec WG Advance (1,5 Kg/ha), para o controlo do míldio, consoante as condições climatéricas. Podemos ainda fazer a mistura com Stulln WG Advance (200-400 g/hL), para prevenir o aparecimento de oídio. Em alternativa, pode-se aplicar o enxofre em pó Bago de Ouro (10-50 Kg/ha) com carácter preventivo e curativo, no controlo do oídio, e que possui uma forte acção acaricida.
No caso de existência de condições favoráveis ao aparecimento de míldio e bacterioses em simultâneo, recomenda-se a aplicação de Kados (2-6 kg/ha) ou Vitipec C WG Advance (3 kg/ha).
O fungicida Magic é indicado para controlo da podridão cinzenta (1,5 kg/ha), fazendo os tratamentos quando surgirem condições favoráveis à doença, a partir da floração. No caso do aparecimento de afídeos aplicar Corsário (0,5 L/ha). Caso exista, simultaneamente, ataque de afídeos e lagartas, aplicar Judo Combi (1 L/ha).
Para o controlo de lagartas e mosca branca aplicar, Judo (150-250 mL/ha), Delstar (0,5 L/ha) ou Lannate L (1,25 L/ha).
Caso seja necessário controlar lagartas e Tuta absoluta, recomenda-se Lannate L (1,25 L/ha) ou Steward (125 g/ha).
As larvas mineiras podem ser controladas recorrendo ao insecticida Boreal (0,6 L/Ha) ou Lannate L (1,25 L/ha).
Repetir os tratamentos sempre que necessário.
Nos casos em que apareçam lesmas e/ou caracóis aplicar Limatex (20 grânulos por 1.5 m de linha).
Durante a fase de floração, realizar duas aplicações de Fitoalgas (2-2,5 L/ha) para maximizar o número de frutos vingados.
Para prevenir o aparecimento de podridão apical, aplicar Boramin Ca (3-4 l/ha) ou Maxflow Ca (1 L/ha). Em alternativa aplicar por fertirrigação Maxflow Ca (10 L/ha).
Um reforço nutricional com potássio nesta fase é bastante benéfico (maior produção e melhor Brix), pelo que recomendamos, a aplicação em fertirrigação, de Fainal K. Deve-se realizar 2-3 aplicações de 20 L/ha cada, com início cerca de um mês e meio antes da data prevista para a colheita, repetindo a intervalos de 10-14 dias.

Frutos em desenvolvimento

Um reforço nutricional com potássio nesta fase é bastante benéfico (maior produção e melhor Brix), pelo que recomendamos, a aplicação em fertirrigação, de Fainal K. Deve-se realizar 2-3 aplicações de 20 L/ha cada, com início cerca de um mês e meio antes da data prevista para a colheita, repetindo a intervalos de 10-14 dias.

Pré-maturação - Maturação
Sempre que possível, as recomendações acima efectuadas, devem ser acompanhadas por um técnico atendendo às indicações do Serviço de Avisos.